Passar para o Conteúdo Principal Top

logo_educa_mais

Educação_4

Rede de Bibliotecas Escolares Contempla Centros Educativos de Ponte de Lima

Img 2060 1 1024 800
2010/09/24
No âmbito da Candidatura 2010 efetuada ao Programa da Rede de Bibliotecas Escolares, visando a atribuição de verbas para fundo documental das bibliotecas escolares, foram contemplados dois novos Centros Educativos do concelho de Ponte de Lima...

No âmbito da Candidatura 2010 efetuada ao Programa da , visando a atribuição de verbas para fundo documental das bibliotecas escolares, foram contemplados dois novos do concelho de Ponte de Lima, com a atribuição de €6.300,00 para o Centro Educativo da Facha e €5.000,00 para o Centro Educativo da Gandra.

As verbas atribuídas no âmbito desta candidatura, transitam diretamente para as escolas sedes dos respetivos agrupamentos, que serão responsáveis pela sua execução financeira.

Com a finalização da candidatura, o celebrou um Acordo de Cooperação entre o Ministério da Educação, a Direção Regional do Norte (DREN) e os Agrupamentos de Escolas António Feijó e Correlhã com o objetivo de se proceder à constituição e consolidação de uma rede de bibliotecas escolares, de incidência concelhia, integrada na Rede de Bibliotecas Escolares.

Através desta cooperação, as comprometem-se a funcionar como núcleo da organização pedagógica tendo em vista facultar aos alunos, de diferentes faixas etárias, um conjunto de recursos e equipamentos que enriquecerá e melhorará todo o trabalho escolar, oferecendo instrumentos essenciais para o desenvolvimento curricular, assim como para a ocupação lúdica e cultural dos tempos livres.

Através do Serviço de Apoio às Bibliotecas Escolares do Concelho de Ponte de Lima (SABE), institucionalizado em fevereiro de 2009, o Município compromete-se a fomentar uma política coordenada de aquisições, fornecendo o apoio técnico especializado, desenvolvendo atividades conjuntas nas áreas da promoção da leitura, da literacia da informação e da animação cultural neste concelho.

A autarquia oferecerá, igualmente, uma panóplia de serviços às bibliotecas escolares, nomeadamente o tratamento técnico de toda a documentação, a colaboração técnica no domínio da organização, gestão e funcionamento. Disponibilizará, também, recursos documentais às escolas (empréstimo prolongado, empréstimos especiais para projetos específicos), dinamizará espaços de leitura, possibilitando o encontro com escritores/autores/ilustradores de literatura infantojuvenil, apoiando a divulgação das atividades dos agrupamentos e a manutenção do equipamento informático indispensável ao bom funcionamento deste tipo de espaços. Assegurará, ainda, os custos de construção, manutenção e apetrechamento das bibliotecas das escolas básicas, no quadro de transferência das competências para os Municípios.

Cabe ao Ministério da Educação, através do Gabinete da Rede de Bibliotecas Escolares disponibilizar recursos para comparticipação nos encargos relativos à instalação da biblioteca, bem como à aquisição de equipamentos e à constituição de uma coleção de recursos documentais. Deverá, igualmente, garantir a afetação de recursos humanos qualificados e incentivar redes colaborativas de trabalho entre as diferentes bibliotecas escolares.